Menezes Advocacia

O presente portal destina-se a publicar na rede mundial de computadores, os trabalhos jurídico do advogado Jairo Menezes Bezerra Filho, e de parceiros.  Selecionamos artigos, notícias, pesquisas e demais informativos que venha instruir seus clientes e demais internautas interessados no seguimento jurídico do site.

O site www.menezesadvocacia.com existe desde o ano de 2002 e teve várias mudanças ao longo do tempo, adaptando-se à dinâmica do direito e da tecnologia da informação.

Existem várias formas de apresentar os trabalhos de um profissional liberal na internet, e a que Dr. Jairo Menezes escolheu foi a postagem de um breve histórico dos seus 15 anos de advocacia privada.

O advogado em comento iniciou seus trabalhos jurídicos no ano de 2002, advogando no Juizado Federal de Pernambuco na área do direito previdenciário, coincidentemente ano de vigência da lei federal 10.259/01, que criou os Juizados federais. Nesta época, a advocacia privada previdenciária era bastante requisitada, com milhares de demandas judiciais com diversos objetos de revisões de benefícios da previdência social (RGPS).

No ano de 2007 Dr. Jairo Menezes Bezerra Filho iniciou centenas de representações judiciais de consumidores do sistema financeiro, com ações revisionais de contratos de arrendamento mercantil/alienação fiduciárias e busca e apreensão de veículos.

No ano de 2009, Dr. Jairo Menezes iniciou um novo trabalho jurídico na esfera do direitos administrativo/constitucional, representando dezenas de hemofílicos do HEMOPE, em ações de indenizações contra a União Federal, HEMOPE, Estado de Pernambuco e laboratório norteamericano, por causa de contaminações pelos vírus HIV e/ou HCV. Estas ações tramitam em segredo de justiça.

Por fim, há mais de 10 anos Dr. Jairo Menezes presta assessoria jurídica a credores de direito creditório judicial para fins de cessões e transferência de seus direitos, bem como, para investidores de direito creditório. É de bom alvitre publicar que este segmento é dinâmico e inúmeras vezes faz-se necessário outros profissionais (exemplo: contadores, economistas, peritos.etc) assistirem os investidores e credores com pareceres complementares nas suas respectivas áreas.